comunicacao@anjosdacidade.org

Uma geração no deserto, uma vida nas ruas

No dia 1º de outubro, jovens de Novas Gerações do CJL-Brasil e WUPJ foram recebidos na sucá de Lina e Eduardo Wurzmann para um bate-papo com Andrea Pludwinski, do Anjos da Cidade-SP, fundadora e coordenadora de um grupo de voluntários que há mais de duas décadas, uma vez por semana, se reúne para distribuir mais de 60 refeições para moradores de rua. Antes, porém, eles ouviram da educadora Karin Zingerevitz, um pouco sobre o significado da festa de Sucot, que mostra a fragilidade humana e a importância de Deus, e de termos sempre os braços estendidos para nosso semelhante, dando-lhe amor e sustento físico, inclusive foram citadas fontes talmúdicas.

Em seguida, Andrea contou um pouco da origem de seu trabalho e como ele é desenvolvido em uma metrópole como São Paulo, onde há um grande contingente de pessoas que não tem onde morar e se encontram justamente, em uma situação de penúria, restrições de várias ordens e como necessitam não apenas de alimento, mas amor. “Tornarem-se visíveis perante os olhos dos passantes”, como disse Andrea. Os jovens ficaram impressionados sobre como foi feita a correlação entre a Torá e algo tão presente nos dias atuais, e ainda tiveram a oportunidade fazer as bênçãos na sucá. O próximo encontro ficou agendado para o dia 29 de outubro e tratará do tema dos refugiados.

Fonte: Pletz.com

Boas Notícias

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn