Cartão de Visita fala sobre o Anjos da Cidade

Andrea Pludwinski, com 17 anos, passou a se aproximar das pessoas em situação de rua para entender porque viviam lá.

Ela percebeu que, através do alimento, um grande espaço para boas conversas se abria.

A partir daí,  as rodas de conversa passaram a ser o seu principal programa.

Juntou alguns familiares e amigos e o grupo “Anjos da Cidade” nasceu.

Nasceram com a ideia de levar uma dose de esperança para aqueles que não acreditam mais.

Nasceram com o objetivo de ser luz, de ser o abraço amigo, de ser o olhar de atenção e o sorriso de alegria.

E assim, toda terça-feira a noite os voluntários tem encontro marcado com os amigos em situação de rua, que hoje já se denominam como “família”.

Levar amor, atenção e resgatar a auto estima que estava perdida são os principais objetivos desse grupo que não mede esforços para reintegrar socialmente aqueles que, por um escorregão, ou por falta de oportunidade, não tiveram escolha senão dormir nas ruas de São Paulo.

Conheci o projeto pelas publicações de meu amigo virtual Kurt Oberhuber, um desses engajados anjos que nas noites de terça-feira realizam as ações.

Você não precisa olhar pro céu para encontrar anjos…

Basta olhar para o lado…. Eles moram nas ruas e são conhecidos como Anjos da cidade.

Por Valéria Calente